Tradições de Família

Sempre que eu ouvia ou lia em algum lugar algo sobre tradições de família, eu sempre pensava em alguma coisa que eu poderia fazer para tornar uma tradição. Acho legal a família que em todo Natal faz algo específico, ou nos aniversários, ou nas datas comemorativas… Mas eu nunca havia conseguido pensar em algo que realmente fizesse sentido pra mim. Eu não tenho nenhuma lembrança de algo parecido na minha infância, mas sempre quis algo para gravar na memória da minha filha. Ah, também acho o máximo herança de família, mas na minha família não rolou. Logo após meu marido me pedir em casamento, minha sogra me presenteou com uma meia aliança que ela ganhou de presente do meu sogro, de aniversário de 10 anos de casada. Este anel certamente será da Letícia!

Desde que nos casamos, eu e meu marido nunca tivemos uma tradição definida, mas sempre saímos para comemorar o nosso aniversário de casamento. Não era uma tradição, mas era a nossa forma de comemorar. Este ano, 2020, estamos vivendo uma fase peculiar com a quarentena. Era para comemorarmos o nosso aniversário de casamento viajando e levando nossa filha para conhecer a praia, mas o mundo resolveu mudar os nossos planos. Com isso tive que pensar em outra forma de comemorar. Ir para a cozinha preparar algo especial não era uma opção para mim.

Como todos estão se reinventando, uma empresa de buffet começou a fazer cestas de café da manha. Uma cesta linda! Encomendei a cesta para o café da manhã e uma torta para o café da tarde! Ambos foram surpresas para o meu marido! Foi um dia muito gostoso, e com coisas gostosas que fizeram o nosso dia ficar mais especial.

E hoje eu estava pensando sobre presentes e me veio um pensamento: ” O que eu quero ensinar para a minha filha nas datas comemorativas?”

E sabe o que eu quero ensinar para a minha filha? Que as datas são importantes, que merecem ser comemoradas, mas que para isso elas não precisam de presentes. Eu não quero vincular um aniversário com um presente que ela vai esperar meses para receber, ou que no Natal ela vai ganhar este ou aquele presente. Quero que ela saiba que o dia do aniversário vai ser um dia legal, que nós vamos sair para passear, ou vamos preparar um café da manhã gostoso, ou um almoço com a comida preferida dela.

Passamos a vida inteira buscando coisas, quero ensiná-la a colecionar momentos. Quero passar os dias planejando com ela como vamos comemorar as nossas datas e quero que esta seja a nossa tradição. Quero poder falar: em todos os nossos aniversários nós fazemos isso ou aquilo. E não quero que seja algo a ser decidido por mim, mas que seja decidido pela família! E espero conseguir estender isso para o restante das pessoas do nosso convívio. Ao invés de um presente de aniversário para a vovó, levá-la para passear, tomar um café da tarde em um lugar agradável! Proporcionar as pessoas bons momentos ao invés de coisas. Não precisa ser aniversário para dar presentes.

Este é o sorriso que eu quero ver sempre. O sorriso de quem fica feliz com os momentos, com as pessoas e não com as coisas.

Eu passei muito tempo focada no que era material, recebia os meus presentes olhando para os presentes da minha irmã. E infelizmente até hoje ainda tenho pensamentos assim, mas não me sinto bem por tê-los.

Certa vez li um texto que dizia que a parte mais difícil de educar um filho é porque temos que nos reeducar. E hoje achei a solução para este meu problema! Pensei em uma forma de como ensinar a minha filha a valorizar os momentos com as pessoas, e não as coisas. Se eu vou conseguir, eu não sei, mas como mãe quero fazer o que for possível para ensinar as coisas boas para a minha filha. Mesmo que para isso eu tenha que abrir e cicatrizar as minhas feridas.

E espero que isso sirva tanto para o dar quanto para o receber. Que os momentos que passamos juntos com as pessoas são mais importantes e mais preciosos do que os presentes que elas podem nos dar.

E você? Tem alguma tradição? Gostaria de ter alguma?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *