Primeira Consulta com Obstetra

Para muitas mulheres esta consulta só ocorre após o descobrimento da gravidez. Como eu estou “tentando” planejar a minha gestação, já marquei a minha primeira consulta. Digo “tentando”, pois a maternidade me parece uma caixinha surpresa, onde eu posso planejar do meu jeito e as coisas saírem de outro. Ou talvez porque eu escute de muitas mães que não adianta planejar nada pois nada vai sair do jeito que eu quero. Mas, pra mim, só vai sair tudo diferente se eu não fizer nada para me programar e me planejar.

Os palpites antes da maternidade

Não fico criando expectativas de que tudo vai sair perfeitamente como planejado, mas o que estiver ao meu alcance eu faço e continuarei fazendo. Não posso deixar que a frustração dos outros ditem a forma que eu quero levar a minha vida. Quando eu resolvi que queria ser mãe, Quando eu quis ser mãe eu me programei para perder 14 quilos, deixar de tomar refrigerante, ter uma alimentação mais saudável e começar a praticar exercícios físicos. Ajustando o peso, benefícios da caminhada Emagreci, parei de tomar refrigerante, estou me alimentando melhor e comecei a praticar exercícios físicos: Akelly 4 x 0 Frustração. Por enquanto estou ganhando…. hahahaha 

Estágios da preparação para a maternidade – Alimentação

A próxima meta é diminuir o consumo de café, doces e farinha branca. Mas depois eu conto este resultado, como resolvi este final de semana não posso considerar muito este progresso. Mas comecei a substituir o café por chá e o sorvete por açaí.

Voltando a consulta com o obstetra, estou na fase de ansiedade. A consulta está marcada há uns 20 dias, faltam 3 dias e estou apresentando sinais de ansiedade.

Eu ainda estou usando um método de barreira Prevenindo a Gravidez com DIU Mirena  e antes de retirar resolvi conhecer os obstetras que atendem na minha cidade, para eu poder fazer esta escolha com calma. Como a cidade é pequena e não são muitos os obstetras que atendem pelo meu plano de saúde, só ficou faltando eu conhecer uma obstetra, (o restante eu passei em consulta ginecológica e já tenho uma opinião), acho que estou criando um pouco de expectativa e espero que esta não seja a minha primeira frustração.

Itens que pretendo avaliar na escolha do (a) obstetra:

  • Posicionamento sobre parto natural – esta é a minha primeira opção;
  • Disponibilidade de horários para consulta – não quero ter que esperar dois meses pra marcar uma consulta;
  • Afinidade – sim, é uma pessoa que vai trazer minha criança ao mundo, eu quero ter afinidade com ela;
  • Se indica formas pra uma gestação saudável;
  • Se vai fazer pedidos de exames para mim e meu marido;
  • Se vai me tratar bem, com carinho, se vai explicar direitinho como vai ser daqui pra frente esta fase de tentativas, se não vai querer me entupir de vitaminas sem ao menos saber do que eu preciso, e
  • E acredito que na hora irão surgir aspectos novos para eu poder avaliar.

Assim que eu sair da consulta eu volto aqui para contar se as minhas expectativas foram atendidas. E se eu gostar do atendimento, quem sabe não tiro o DIU?

Para a consulta vou levar o resultado dos meus últimos exames (fiz exames ginecológicos de rotina no primeiro semestre deste ano) e se nos entendermos bem já aproveito a presença do marido para retirar o DIU. Pra colocar doeu, pra retirar deve doer também, e bom ter uma mão para apertar enquanto sinto dor.

Ah, e por falar em marido, sim, eu vou levar o meu nesta consulta, além dele ser o meu marido, que me acompanha e está sempre ao meu lado, vai ser o pai do bebe, então ambos temos que nos sentir confortáveis com a escolha do (a) obstetra. E eu preciso de alguém ao meu lado pra me lembrar do que foi dito. As vezes a minha ansiedade atrapalha a minha concentração. Então é melhor garantir que o que foi dito na consulta será lembrado depois de uns meses.

Alimentação antes da gestação

Eu não sei se eu vou conseguir engravidar com um mês, com um ano, ou se eu nem vou conseguir engravidar. Mas eu sei que eu estou fazendo o meu melhor. Não me importo com o resultado, me importo com o meu esforço para alcança-lo, o que depende de mim estou fazendo, o que não depende, eu peço a Deus para faça o que for melhor para o meu bem e para a minha felicidade.

Os riscos de uma gravidez com DIU

E você? Está gravida? Está planejando? Já escolheu o seu obstetra? Compartilhe sua experiencia. Multiplicando informações e experiencias podemos formar uma rede de apoio e de amor. Deixe seu comentário, envie um email, comunique-se!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *